Pesquisar este blog

Nosso Blog é melhor visualizado no navegador Mozilla Firefox.

Total de visualizações de página

Translate

Follow by Email

Seguidores

sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

No caminho de Aruanda: a umbanda candanga revisitada

Afro-Ásia, 25-26 (2001), 215-256

No caminho de Aruanda: a umbanda candanga revisitada

Ordep Serra (UFBA)

Os mais antigos centros de umbanda do Distrito Federal surgiram em 1958, dois anos antes da inauguração oficial de Brasília. O Mestre João Laus (já falecido) abriu sua tenda no Plano Piloto, na W3 Sul; o Babá Sebastião Calazans (que também morreu) fundou seu centro em terreno doado por Juscelino Kubitscheck, numa área hoje compreendida na cidade satélite de Ceilândia. De acordo com o atual Presidente da Federação Brasiliense de Candomblé e Umbanda, Babalaô José Paiva de Oliveira, dos 2.563 centros de culto afiliados a esta entidade, cerca de dois mil são de umbanda. Na década de 70, quando realizei minhas primeiras pesquisas sobre o assunto, a umbanda já era a religião mais florescente no Distrito Federal, mas não muito estudada na Novacap. >>> Leia mais, clique aqui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário